Azeite de Oliva Espanhol Azeite de oliva espanhol

Azeite sua vida!

Voltar para a home

Picudo: a azeitona de Córdoba

Estima-se que a azeitona picudo, também conhecida como Carrasqueño de  Córdoba, ocupa 60.000 hectare de área cultivada e é a variedade que mais representa esta região.

Recebe essa denominação devido a forma do ápice pontudo e curvado da fruta. Entre outras nomes que recebe a mais curiosa é a da cidade de Luque, localizada no sudoeste de Córdoba, onde é conhecida como Pajarero - algo como passarinheiro, em português -, pois segundo se conta, o azeite é tão doce que no momento da maturação, os pássaros bicam os frutos.

A variedade picudo encontra-se muito difundida nas províncias de Córdoba, Grana, Málaga e Jaén , com maior densidade na zona de denominação de origem de Baena, ao sudoeste de Córdoba. Ela é protegida pelos Conselhos reguladores das DOP de Baena e de Priego de Córdoba.

A oliveira
A picudo é uma variedade muito vigorosa, diferenciando-a das outras encontradas na região de Andaluzia. Apresenta um porte aberto e de densidade de copa muito espessa. Os ramos frutíferos são verdes acinzentados. Tem uma grande capacidade de enraizamento, adapta-se bem a solos calcários e melhor ao excesso de umidade do que a seca. É tolerante ao frio e pode ser considerada uma planta rústica.
A picudo tem uma enorme capacidade germinativa e, por isso, é a selecionada como polinizadora de outras variedades que são menos reprodutiva.
A maturação da picudo é tardia, em meados de maio. A colheita mecânica não é a mais indicada para esta variedade, visto que o fruto encontra-se bem preso aos galhos.
A azeitona Picudo
De cor negra, quando maduro, o fruto dessa variedade se caracteriza por ser a segunda em tamanho entre todas as variedades destinadas a extração de azeite. Alcança um peso médio ao redor de 4,8 gramas. A relação polpa/caroço é levada, em torno de 6,3. A maturação transcorre entre a quarta semana de novembro até o final de dezembro. O rendimento, apesar de não chegar aos valores da Picual, é elevado, quase 20%, Tem também um excelente aproveitamento como azeitona de mesa.
Características da azeitona Picudo
Peso da fruta:  4,8 g 
Relação polpa/caroço:  6,3 
Rendimento de gordura (%):  19,1 
Ácido oléico (%):  63,4 
Estabilidade do azeite (horas a 98,8 ºC):  37,6
O azeite de oliva Picudo
A azeitona picuda produz um azeite de oliva extra virgem de excelente qualidade. Sua composição de ácidos graxos aproxima-se ao da variedade Lechín, colocando na gama de azeites muito sensíveis a oxidação. Suas características organolépticas são boas, com um equilíbrio e doçura sem igual, sem sabores duros e muito fluidos.
Este azeite pode ser dividido em dois grupos:
1.       Denominação de origem  Priego de Córdoba: apresenta uma cor amarela esverdeada, com uma suave aroma frutado, lembrando ervas, tem uma deliciosa fragância e de sabor fresco. Após ser degustado o azeite é suavemente amargo e um pouco picante.

Denominação de origem Baena: apresenta uma cor amarela esverdeada, com um odor muito aromático, afrutado, fresco. Após ser degustado o azeite é doce no começo e no final deixa um agradável e leve sabor amargo e picante, que lembra amêndoas frescas.

 

Azeite de Oliva Espanhol

Unión Europea - Fondo Europeo de Desarrollo Regional - Una Manera de Hacer Europa

ICEX

Space Produções